Erro 3

ā€” Cristo, por meio da Sua satisfaĆ§Ć£o, na verdade nĆ£o mereceu para ninguĆ©m nem a salvaĆ§Ć£o mesma nem a fĆ© pela qual Ć© possĆ­vel se apropriar eficazmente dessa satisfaĆ§Ć£o de Cristo para a salvaĆ§Ć£o. Ele conquistou para o Pai apenas a autoridade ou a vontade perfeita de tratar novamente com o homem e de prescrever novas condiƧƵes conforme a Sua vontade. Depende entretanto do livre arbĆ­trio do homem para preencher estas condiƧƵes. Seria possĆ­vel, portanto, que ou nenhum ou todos os homens preenchessem tais condiƧƵes. RefutaĆ§Ć£o ā€” Aqueles que ensinam esse erro desprezam a morte de Cristo, nĆ£o reconhecem de maneira nenhuma o mais importante fruto ou benefĆ­cio dela, e trazem novamente do inferno o erro pelagiano.